Anna H.
28 January 2012 @ 02:13 pm
Primeira Manhã i  

A claridade atravessava a vidraça das janelas cerradas e se espalhava pelo quarto, e daria um ar de leveza ao aposento se a temperatura dentro dele fosse mais amena. Fora o calor que o fizera abrir os olhos, não a manhã em suas horas avançadas, e o peso sobre seu corpo que dificultava seus movimentos para livrar-se das cobertas. O suspiro raivoso com que despertara desfez-se ao reconhecer a cabeça em seu estômago, e, subitamente, o ar denso não o incomodava tanto.



( Horas avançadas )
 
+