Anna H.
01 May 2013 @ 10:42 pm
extra-ordinário  

Fazia tanto tempo que ninguém vinha à minha casa que eu já nem lembrava quanto tempo. Fazia tempo também que eu não ia à casa de alguém ou ao menos saía com outra pessoa. Sou eu, o gato, a cadela e o canário. Adônis, Mirna e Freddie. Provavelmente gasto mais com a comida dos três que com a minha. Adônis é um fresco que só come daquelas rações caras com gosto de salmão e ervas finas que não se vendem nas mesmas sacas de não sei quantos quilos que compro para Mirna. É um fresco que quer comida com molhinho e depois quer que lhe limpem a cara enjoada. Já a cadela é uma vira-lata misturada de não sei o quê que não tem mimimi nenhum, come a própria ração, se o Adônis bobear, come a dele, e, se tiver como alcançar a gaiola do Freddie, surrupia as rodelas de banana e os pedaços de alface que prendo na grade; depois disso ainda quer comer o rolo de papel higiênico e mascar o controle remoto da TV e o pé da cama. Não dá para comer no sofá sem trancá-la antes em algum lugar.

sapatilhas )

 
+
 
Anna H.
01 May 2013 @ 10:46 pm
batatas ou porra  

Já era quase o pôr do sol, e a mancha não saía. Seus dedos estavam enrugados e machucados, e o suor molhava as costas e o peito da camisa que usava. Respirava fundo, mordia o palito de dentes, estalava a língua e deixava fugir o ar, e continuava a esfregar o tecido contra a tábua. Não comia nada desde o amanhecer.

tomáz, tobias e antônios )

 
+