radostia: (le vestido na grama)
2014-03-19 12:52 am

Quatro

1. Anthony

Era uma música a quatro mãos. anos )

radostia: (le beijo)
2012-02-13 05:09 pm

Vinagre

Matthew finalmente adormecera. Deitara a testa sobre a mesa, aparada por uma das toalhas remanescentes, gemera, contradissera-o, exclamara já com menos fervor algumas calúnias e, com um suspiro, calara-se, rendido à fadiga.

vermelhidão )

radostia: (le espreguiçar)
2012-01-28 02:13 pm

Primeira Manhã i

A claridade atravessava a vidraça das janelas cerradas e se espalhava pelo quarto, e daria um ar de leveza ao aposento se a temperatura dentro dele fosse mais amena. Fora o calor que o fizera abrir os olhos, não a manhã em suas horas avançadas, e o peso sobre seu corpo que dificultava seus movimentos para livrar-se das cobertas. O suspiro raivoso com que despertara desfez-se ao reconhecer a cabeça em seu estômago, e, subitamente, o ar denso não o incomodava tanto.



( Horas avançadas )
radostia: (le gorro)
2012-01-01 03:23 pm

baby, you're a firework iv

Os lábios separados de Matthew permaneceram mudos, embora parte de sua mente exigisse que algo fosse dito. Sua mão tateou o chão até encontrar a taça da qual bebia e a elevou até os lábios, que, depois de sorverem o champagne, assumiram a forma de seu mais canino sorriso. Os olhos então desviaram-se da cena enquanto despejava mais da bebida na taça e encontrava o olhar do homem ao seu lado. Allan divertia-se, provavelmente mais por pensar nos rostos dos outros dois dali a minutos do que pela situação em si, e a expressão no rosto do McCollough mais velho o divertiu ainda mais.

a sip of champagne )

radostia: (les botas)
2011-10-08 10:29 pm

What we made

– Você não vai nunca me contar? – a pergunta saíra num suspiro. Allan apertava os olhos e ajeitava o boné, sem sequer olhá-lo ao lhe dirigir a pergunta. A claridade que o cegava era apenas uma parte do motivo.

terra congelada )

radostia: (Default)
2011-08-28 09:39 pm

baby, you're a firework iii

Matthew sorria como uma criança que acabara de roubar um punhado de balas. Tinha os braços cruzados no peito e apoiava-se com o ombro na aduela da porta escancarada do quarto enquanto se divertia com as expressões de Anthony e de Damián. O primeiro recolhera-se ao canto menos iluminado do quarto e escondera as mãos inquietas nos bolsos, agarrando com elas o tecido interno das calças, incapaz de manter contato visual com o espanhol, com o primo ou com qualquer objeto.

candle wax on the floor )

radostia: (les gatos)
2011-07-31 09:45 pm

Last of Nighfalls

Anthony despertou com a claridade que atravessava as cortinas. Seus olhos se abriram para a manhã sem memória de onde adormecera, e, ao tempo em que acostumava-se à luz do dia, tomou consciência de estar sentado na poltrona do quarto de Matthew. Com as mãos no rosto, pôs-se sobre os pés e mancou até a porta para certificar-se de tê-la trancado na noite anterior.

lençóis impecáveis )

radostia: (Default)
2011-07-31 09:17 pm

baby, you're a firework II

Ao subir as escadas, trazendo consigo a última fonte de luz restante na sala depois que todos os outros se haviam retirado, Allan ignorou a primeira cuja luz atrás de si delatava ocupação e foi bater à segunda. Señora, chamou, os cantos dos lábios puxados para cima. Como não fosse respondido, aproximou o ouvido da porta e escutou por um instante, sem constatar qualquer som vindo do outro lado. "Posso ouvi-los fazendo sexo," disse e afastou-se para esperar ser atendido.

italian lover, italian book )

radostia: (le mão)
2011-07-23 09:44 pm

Tempo de Desertos

Allan empurrou a porta e deixou que o visitante adentrasse o apartamento primeiro. Demorou-se ainda um pouco do lado de fora, a observar o corredor vazio, iluminado por algumas lamparinas a óleo – naqueles dias, poucos se davam o luxo de acendê-las –, por fim, recolheu-se ao lar e fechou o portal com a chave.

fantasmas )





(Para a Dan ♥)
radostia: (le beijo)
2011-05-15 07:38 pm

quinze de maio

Não estava acostumado a ver Matthew a sorrir-lhe enquanto se vestia - normalmente, precisava lidar com protestos verbais e mãos tentando fazê-lo despir-se outra vez. Sentia seus olhos fixos em si, seguindo seus movimentos enquanto mordia as dobras dos dedos.

costume a rigor )

radostia: (le vestido na grama)
2011-04-30 10:15 pm

baby, you're a firework i

A mão de Matthew atingiu a mesa com força, fazendo os copos tremerem, enquanto a outra retirou os óculos da face e os deixou cair ao lado da taça, "Sei o que deveríamos fazer", disse e, sem esperar pelas indagações, agarrou um cadeeiro e deixou a cozinha. Os três remanescentes se entreolharam e, em silêncio, concordaram que se tratava de alguma ideia inescrupulosa e provavelmente degradante. Allan riu para si mesmo, afastou o vinho do jornalista para o centro da mesa e tomou os óculos nas mãos, examinou-os e, tendo notado nenhum dano recente, guardou-o no bolso da veste, junto ao relógio. Na outra ponta, Damián sussurrou algo ao ouvido de Anthony que o fez sorrir em divertimento.

dusty fireworks box )