Anna H.
16 March 2013 @ 11:54 pm
Relapso  

O barulho vibratório do celular contra o chão de madeira o fez despertar. A consciência demorou a vir, enevoada, trazida de longe pelo som repetitivo, irritante. As mãos tatearam cegas pelo chão até encontrarem o aparelho, apertaram os botões que encontraram até que uma voz fraca soasse através do auto-falante. A voz distante de George perguntava onde estava. Tentou respondê-lo, mas percebeu que não sabia. Tentou dizer-lhe isso, mas percebeu que não conseguia encontrar a própria voz.

agulhas )

 
1 | +
 
Anna H.
20 May 2012 @ 09:25 am
Resignação  

O relógio não marcara ainda as sete horas quando a porta se abriu e deixou passar por si o ruivo, que trazia no braço uma sacola de papel e na mão um suporte contendo dois copos de café. "Você dormiu, ao menos?" ele perguntou depois de colocar tudo, inclusive as chaves, a carteira e o cachecol sobre o balcão da cozinha, sem parecer surpreso por encontrá-lo já desperto. A jaqueta, que não usava na noite anterior, foi pendurada atrás da porta.



fim )
 
+